Buscar
  • Eli Borochovicius

Missão cumprida e não comprida


No ensino universitário é comum encontrarmos alunos argüindo a quantidade exacerbada de trabalhos passados pelos professores. Sabedores que somos que o semestre universitário é composto de seis diferentes matérias, em média, é plausível a reclamação dos alunos?

Se considerarmos que cada professor costuma solicitar um único trabalho por bimestre, desenvolver seis trabalhos equivale a elaborar quase uma pesquisa a cada semana, deixando o aluno em plena atividade e acima de tudo concentrado nos estudos e constantemente atualizado com as informações do mercado.

É claro que desenvolver um trabalho bem elaborado por semana fica muito difícil, assim, os alunos aproveitam a tecnologia disponível, buscam informações prontas na Internet, copiam os textos dos “sites” e simplesmente jogam as informações em um editor de textos, muitas vezes sem ler o conteúdo e sem se dar ao trabalho de modificar o texto, copiando inclusive os poucos, mas freqüentes erros gramaticais do texto original.

A questão é saber se o objetivo traçado pelo professor, que é o de fazer o aluno pesquisar sobre o assunto, se interar das informações do mercado, aprender e compreender, está sendo atingido com sucesso.

Dado que a finalidade do trabalho é fazer o aluno pesquisar o assunto e demonstrar aquilo que assimilou, um trabalho sucinto e que demonstre os principais pontos do pesquisado é nitidamente mais valioso que a cópia fiel de um texto elaborado por terceiro, cometendo inclusive o grave erro de não indicar o autor.

É indispensável que o trabalho tenha um início, onde são colocadas as definições e principais objetivos da pesquisa, meio com a dissertação do tema e um fim com as conclusões pessoais, sejam elas positivas ou negativas.

Recomendo um texto criado pelo próprio aluno, escrito em uma única página, com suas próprias palavras, resumindo tudo aquilo que leu. Compilar as diversas informações pesquisadas é também um exercício de raciocínio lógico e que permite o desenvolvimento intelectual mais rápido do aluno.

Ao fazer um trabalho, procure antes de qualquer coisa entender o objetivo proposto, faça um planejamento sobre o desenvolvimento do trabalho, inicie as pesquisas, leia bastante, tire as suas conclusões e disserte mostrando tudo aquilo que compreendeu, lembrando que um trabalho comprido não implica em um trabalho cumprido.

Com isso os trabalhos passarão a ser menos tediosos e exaustivos, mais eficazes no processo educacional e possíveis de serem feitos a contento e dentro dos prazos estipulados.


1 visualização

Posts recentes

Ver tudo

Finanças e Crianças: tudo a ver

Muitas crianças passaram a se interessar pelo universo financeiro - mas será que estamos caminhando com a educação da forma mais adequada? As crianças recordarão do ano de 2020 pelas mais variadas mud

PUC Campinas - Campus 1 | Rua Professor Dr. Euryclides de Jesus Zerbini, 1516  -  Parque Rural Fazenda Santa Cândida | Campinas - SP | CEP: 13087-571

  • Facebook
  • LinkedIn
  • Twitter
  • YouTube