Buscar
  • Eli Borochovicius

Relacionamento sem conflito


Relacionamento é o ato de conviver com o outro, condicionado a uma série de atitudes recíprocas, ou seja, fazemos parte da vida de outras pessoas e vice-versa.

Neste contexto, podemos dizer que nos relacionamos praticamente o dia inteiro. Relacionamo-nos em casa com o nosso cônjuge, o chamado relacionamento matrimonial, com nossos pais, filhos, irmãos e demais parentes no relacionamento familiar, com nossos colegas de trabalho, chefe e subordinados no relacionamento profissional, nos relacionamos ainda com amigos e professores dentre vários outros relacionamentos inter-pessoais, além de nos relacionarmos conosco mesmo em um relacionamento intra-pessoal.

Todos os tipos de relacionamento geram conflitos, inclusive os intra-pessoais. Um exemplo prático é a briga diária que travamos com o nosso sono. Ao sermos acordados pelo despertador, devemos escolher entre levantar imediatamente ou nocautear o despertador fazendo mais 5 minutos de preguiça.

Muitos outros conflitos acontecem em nosso dia-a-dia, mas o que podemos fazer para minimizar o surgimento de conflitos em nossos relacionamentos?

Normalmente a primeira resposta que aparece é ceder. Cedendo não criamos conflitos com os outros, em contrapartida, criamos conflitos conosco mesmo, não é verdade? Neste caso, uma boa maneira de fazer um relacionamento dar certo é planejando nossas ações e nos comprometendo com o próximo. Ao casarmos, por exemplo, fazemos o compromisso de tornar a vida do cônjuge feliz e a conseqüência disso é a nossa própria felicidade. Como a reciprocidade é condição necessária para um relacionamento, o comprometimento é fundamental para que este relacionamento dure.

Aparentemente tudo isso está muito complicado, então vamos facilitar: para que um relacionamento dê certo, o primeiro passo é nos entregarmos, fazendo os maiores esforços para que o resultado seja positivo, mas o conflito ainda existe se a contraparte não aceitar que os maiores esforços sejam razoáveis e suficientes.

Desta forma, o segundo passo é a conversa sincera e transparente, onde podemos demonstrar nossos limites e fraquezas e expor nossas dificuldades para o cumprimento do objetivo em comum. Pedir uma ajuda é o terceiro e último passo importante para fazer com que o relacionamento seja duradouro. O comprometimento, verdade e união, provavelmente serão capazes de fazer com que qualquer relacionamento seja um sucesso!


1 visualização

Posts recentes

Ver tudo

O seu bolso está preparado para o Dia do Cliente?

Datas comemorativas servem para marcar momentos importantes, mas também são bem aproveitadas pelas empresas para a alavancagem das vendas. Parece que esta geração de brasileiros cursando o Ensino Fund

Erros no currículo são aceitáveis?

Presidente, ministros, governador, cientista e uma diversidade de profissionais têm em comum a apresentação de erros no currículo. A ex-presidente do Brasil havia informado que era mestra e doutora pe

5 erros comuns na administração do dinheiro

Administrar o dinheiro parece ser uma tarefa fácil - até o momento em que as pessoas precisam gerenciar o fluxo de caixa e percebem que as variações de receitas, preços, taxas, câmbio e inflação não e

PUC Campinas - Campus 1 | Rua Professor Dr. Euryclides de Jesus Zerbini, 1516  -  Parque Rural Fazenda Santa Cândida | Campinas - SP | CEP: 13087-571

  • Facebook
  • LinkedIn
  • Twitter
  • YouTube