Buscar
  • Eli Borochovicius

Pontualidade Brasileira


Não sei dizer ao certo se por conta do sangue europeu, da educação militar enquanto jovem na escola de formação de oficiais ou de uma característica congênita, mas a verdade é que a pontualidade é tida para mim como um sinônimo de responsabilidade. ​ Gosto de tratar sobre a vivência no mundo acadêmico, mas obviamente pode-se fazer uma analogia ao mundo corporativo, afinal de contas, responsabilidade é responsabilidade em qualquer lugar.

A aula tem seu início às 19h15 pontualmente, mas no primeiro dia de aula os alunos atrasam em função da brincadeira do trote universitário, que felizmente nos últimos anos tem sido mais ameno e alguns até solidários. ​ A partir do segundo dia de aula, não existem mais desculpas para o atraso já que o período de brincar passou. É obrigação do aluno estar em sala antes do horário previsto para o início da aula.

A resposta para a pergunta que você deve estar se fazendo agora é sim, uma boa parte dos alunos fica do lado de fora aguardando o início da segunda aula já que foram irresponsáveis quanto ao cumprimento de suas obrigações. ​ Normalmente um único aluno toma as dores de toda a turma e procura discutir a respeito das regras e este é o momento chave para ganhar a confiança de todos.

O segredo não está na exigência do simples cumprimento das regras, mas na capacidade de fazer o aluno refletir sobre as suas ações. ​ Enganam-se aqueles que imaginam que o intuito de exigir a pontualidade é meramente burocrático e colocado de forma impositiva. Cabe ao educador mostrar ao aluno como o atraso reflete em toda a sociedade.

O atraso de uma pessoa é plausível, o atraso de uma grande quantidade de pessoas atrapalha o bom andamento da aula e a concentração, tanto dos alunos, quanto do professor. O resultado é que por um problema individual, todo um grupo pode ser prejudicado. ​ Pode parecer exagero, mas por conta desta regra, dentre outras, é que os alunos começam a aprender sobre a pontualidade e o respeito e passam a cumprir com os seus horários sem nenhum empecilho.

Aproveitar bem o tempo faz parte de um programa revolucionário criado por Kenneth H. Blanchard e Spencer Johnson, que acabou virando um livro famoso pela abordagem desse tema: O Gerente Minuto. ​ Quando você precisar se ausentar ou atrasar, não deixe de comunicar aos responsáveis, mande um e-mail, telefone ou deixe um recado (e cobre se o recado foi passado) e entenda que apesar desta gentileza, você não fez mais do que a sua obrigação. ​ Acima de tudo, pontualidade é sinônimo de respeito, comprometimento e compromisso.


7 visualizações

Posts recentes

Ver tudo

Finanças e Crianças: tudo a ver

Muitas crianças passaram a se interessar pelo universo financeiro - mas será que estamos caminhando com a educação da forma mais adequada? As crianças recordarão do ano de 2020 pelas mais variadas mud

PUC Campinas - Campus 1 | Rua Professor Dr. Euryclides de Jesus Zerbini, 1516  -  Parque Rural Fazenda Santa Cândida | Campinas - SP | CEP: 13087-571

  • Facebook
  • LinkedIn
  • Twitter
  • YouTube