Buscar
  • Eli Borochovicius

Prioridade


Sentado na sala dos professores, antes do horário de início das aulas, ouvi uma conversa bem interessante entre dois docentes. Um deles, de pé, com aparência esgotada, reclamava das dificuldades que estava enfrentando e o outro, sentado, ouvia e sorria. A base do protesto era a falta de tempo enfrentada neste mundo de imediatismo, pressa, perfeição, busca pela qualidade e custo baixo. O professor precisava trabalhar para pagar as suas contas pessoais, mas também precisava estudar e concluir o seu doutorado.

- Ou trabalho e pago minhas contas, ou estudo. Os dois, não dá! - concluiu.

Mais experiente, o professor que estava sentado teve a sua oportunidade de falar. Foram bons minutos de espera silenciosa e tranquila pela palavra.

- Qual a sua prioridade? - questionou.

O silêncio se fez presente.

As pessoas mais brilhantes não são aquelas que têm as melhores repostas, mas aquelas que fazem as melhores perguntas. Saber questionar e ouvir são características próprias de bons líderes.

Não se define prioridade sem antes fazer uma análise mais aprofundada sobre cada uma das possibilidades, envolvendo tempo, investimento, retorno sobre o investimento, prazer pessoal, expectativas da sociedade e risco. Este é um diagnóstico que devemos fazer de forma introspectiva, a cada decisão que vamos tomar em nossas vidas, inclusive com relação ao uso do dinheiro. O equilíbrio entre gastar e investir é uma dádiva reservada a poucos.

É importante salientar que, do ponto de vista financeiro, gastar implica em fazer o uso de um bem ou serviço e investir implica em dispêndio destinado a aplicações com vistas à obtenção de lucro.

A educação financeira se faz necessária para atingir esse equilíbrio, seja qual for o valor das receitas do sujeito. Investir regularmente é um processo que demanda aculturamento e, acima de tudo, força de vontade.

Pague-se primeiro para atingir os seus objetivos, respeitando o seu planejamento. Gaste com parcimônia, também respeitando os limites do seu orçamento. É bem diferente de ser sovina, mão fechada, bicho-do-mato. Saia com a família, viaje, conheça o mundo, comemore com os amigos, curta os momentos especiais já que eles nunca mais voltam, mas sempre de forma planejada. Se o dinheiro não for suficiente, utilize a criatividade, seja empreendedor, busque parcerias, mas não se endivide acima da sua capacidade de pagamento, o que chamamos de sobre-endividamento.

O professor que estava de pé balançou a cabeça positivamente, gaguejou qualquer coisa que não foi possível compreender, embora tenha sido suficiente para que eu deixasse de refletir. Peguei o meu material e deixei a sala dos professores, rumo a mais um dia fantástico de aprendizado com meus alunos.


0 visualização

Posts recentes

Ver tudo

O seu bolso está preparado para o Dia do Cliente?

Datas comemorativas servem para marcar momentos importantes, mas também são bem aproveitadas pelas empresas para a alavancagem das vendas. Parece que esta geração de brasileiros cursando o Ensino Fund

Erros no currículo são aceitáveis?

Presidente, ministros, governador, cientista e uma diversidade de profissionais têm em comum a apresentação de erros no currículo. A ex-presidente do Brasil havia informado que era mestra e doutora pe

5 erros comuns na administração do dinheiro

Administrar o dinheiro parece ser uma tarefa fácil - até o momento em que as pessoas precisam gerenciar o fluxo de caixa e percebem que as variações de receitas, preços, taxas, câmbio e inflação não e

PUC Campinas - Campus 1 | Rua Professor Dr. Euryclides de Jesus Zerbini, 1516  -  Parque Rural Fazenda Santa Cândida | Campinas - SP | CEP: 13087-571

  • Facebook
  • LinkedIn
  • Twitter
  • YouTube