Buscar
  • Eli Borochovicius

Salário mínimo subiu 9%: o que fazer com o aumento?


Muita gente conhece o salário mínimo federal, mas não sabe que também existe o salário mínimo estadual, que é diferente em alguns estados e normalmente superior ao valor estipulado pelo governo federal.

O salário mínimo federal foi de R$622,00 para R$678,00, ou seja, um aumento de 9,00%. Se o salário mínimo do estado de São Paulo seguir este mesmo ritmo, é possível que o novo salário mínimo estadual seja próximo de R$755,00.

Profissionais como trabalhadores domésticos, prestadores de serviços de limpeza e conservação, ascensoristas e motoboys como exemplos, serão beneficiados com os novos valores.

Assim como o salário aumentou, os preços dos produtos e serviços também sofrem aumento, mas em percentual inferior.

Uma das formas de avaliar os aumentos de preços é com índices de inflação e o IPCA – Índice Nacional de Preços do Consumidor Amplo é o índice de inflação oficial adotado no Brasil e serve de referência para o sistema de metas de inflação.

Com base nos números, podemos identificar que o aumento dos salários tem sido superiores aos índices de inflação, isto significa que no final do mês deve sobrar dinheiro na conta do trabalhador.

Se o trabalhador ganhava o mínimo estadual de R$690,00, com o desconto de 8% do INSS, teria um salário líquido aproximado de R$635,00. Ganhando R$755,00 o salário líquido passará a ser aproximadamente R$695,00

Considerando um gasto mensal de R$450,00, com a inflação, passaria a gastar R$477,00 (inflação de 6%, como exemplo), desta forma, se antes sobrava R$185,00, agora é possível que sobre R$220,00, ou seja, R$35,00 todo mês.

Essa diferença poderia ser investida, mas normalmente a primeira coisa que vem à cabeça é gastar. O café da manhã passa então a ter mais opções, os eventos familiares são melhorados, os passeios e viagens passam a ser mais frequentes e muitos optam por endividarem-se com a aquisição de bens de consumo de forma parcelada, como roupas, sapatos, celulares, televisores e eletrodomésticos.

Culturalmente o brasileiro não pensa no longo prazo e ao invés de manter o padrão de vida atual e investir o dinheirinho, acaba gastando. Se deixar na poupança, no final do ano teria em média R$430,00, o que representa mais da metade do valor do salário mensal.

É importante que não deixe de usar o dinheiro para o conforto diário, mas os abusos e inutilidades podem ser facilmente convertidos em um investimento de longo prazo, servindo como uma previdência privada e propiciando uma aposentadoria mais tranquila e autônoma, ou seja, sem depender dos filhos para uma boa qualidade de vida na velhice.

Quer uma dica do que fazer com o aumento salarial? Invista!


0 visualização

PUC Campinas - Campus 1 | Rua Professor Dr. Euryclides de Jesus Zerbini, 1516  -  Parque Rural Fazenda Santa Cândida | Campinas - SP | CEP: 13087-571

  • Facebook
  • LinkedIn
  • Twitter
  • YouTube