Buscar
  • Professor Boro

Empresário antes dos 30


Jovens não querem saber de carreira, horário fixo ou hierarquia organizacional das corporações. A independência, criatividade e inovação satisfazem mais seus estilos de vida.

Os jovens universitários e recém-saídos das instituições de ensino superior tem demonstrado forte inclinação ao empreendedorismo e pouco interesse na ascensão profissional por meio de carreira executiva em corporações.

Estudos apontam que regimes hierárquicos organizados e gestão centralizada são percebidos como limitadores das habilidades e criatividade do jovem, em contrapartida, o exacerbado apetite ao risco e a imaturidade reduzem as possibilidades de sucesso.

Alguns jovens, no entanto, optaram por seguir seus instintos, criaram suas empresas e contam um pouco sobre seus empreendimentos.

O que eles têm em comum? Fizeram faculdade na área de negócios, enxergaram uma oportunidade e se dedicaram a construir aquilo que era apenas um sonho.

Olha o Churros | www.olhaochurros.com.br

O nome da empresa já entrega aquilo que faz, mas ao invés do tradicional doce de leite, o grupo de jovens empresários apostou em diferentes combinações para a sobremesa.

O projeto de três amigos universitários nasceu em 2012, dois fizeram faculdade de administração e um de engenharia mecânica. Com um investimento de R$250 mil, a primeira loja foi inaugurada em 2014. Atualmente a empresa possui 32 franqueados, prevendo 40 unidades de negócio até o final de 2016 e um faturamento de R$14,4 milhões.

A franquia apoia outros empreendedores franqueados com todo o suporte e treinamento necessário. O entrosamento dos sócios deu tão certo que apostaram na aquisição da marca de sorvetes “amora”, com a primeira loja já inaugurada na cidade de Americana/SP (www.amorafrozen.com.br).

Luggio | www.luggio.com.br

A empresa surgiu em 2014, depois que um familiar do empresário se deu conta de ter sido vítima de furto no retorno de uma viagem internacional. Sofreu o “Golpe da Cesárea”, em que a mala da vítima é aberta pelo zíper com o uso de uma ferramenta simples e posteriormente retornada ao seu estado original. Com a facilidade em violar o zíper, os cadeados perderam sua serventia.

O empresário é colaborador de multinacional e dedica parte de seu tempo ao empreendimento que é administrado pela família.

A empresa fabrica e comercializa capas para malas de viagem com o objetivo de tornar a viagem das pessoas mais segura, confortável e despreocupada. O produto reúne design, segurança, praticidade e proteção. A capa dispensa o empacotamento da mala com plásticos, economizando tempo nos aeroportos e evitando desperdícios desnecessários de recursos naturais. A capa protege a mala contra arranhões, chuva, neve, manchas e sujeiras, podendo ser lavada com facilidade e reutilizada. É fabricada em material elástico e leve que se ajusta a todos os tipos de malas, com 2, 4 ou 5 rodinhas.

Foi investido 68 mil reais e o faturamento previsto para 2016 é de R$250mil.

ATD Portaria

A empresa presta serviços de portaria, faxina, conservação de patrimônio e administração de condomínios. Nasceu em 2011 com a insatisfação dos serviços prestados onde morava o empresário de 19 anos, que aceitou abrir a empresa para atendimento exclusivo ao seu condomínio, com investimento de 10 mil reais. Os moradores perceberam o diferencial de qualidade e passaram a contratar os serviços para as empresas que administravam. Atualmente a empresa atende também empresas de médio e grande porte, emprega 30 funcionários e prevê um faturamento superior a 1 milhão de reais para 2016.

Aos 16 anos o empresário trabalhou como auxiliar de produção em uma fábrica de elásticos, mais tarde entrou para a universidade, começou a empreender e conseguiu um estágio em uma das mais respeitadas empresas de auditoria do mundo. Entre a carreira engessada e a liberdade de empreender, optou pela emoção do desafio de conduzir o seu próprio negócio.

Fez o curso de administração e está convicto que o aprendizado foi fundamental para a criação dos controles, processos e operações. Sentindo a necessidade de conhecer melhor as finanças, iniciou os estudos em Ciências Contábeis.


20 visualizações

Posts recentes

Ver tudo

Pagamento invisível

Boa experiência de compra pode ser um aliado da inadimplência na falta de Educação Financeira. Pagamento Invisível foi o nome atribuído aos sistemas de pagamento em que o consumidor não precisa utiliz

PUC Campinas - Campus 1 | Rua Professor Dr. Euryclides de Jesus Zerbini, 1516  -  Parque Rural Fazenda Santa Cândida | Campinas - SP | CEP: 13087-571  | boro@boro.com.br